Bonito News
Cotação

MP apresenta denúncia contra 'pitboys' por tentativa de homicídio qualificado

Publicado em 20/02/2017 00:29 Editoria: Cidades News sem comentários Comente!


O MPE (Ministério Público Estadual) apresentou, no último dia 14, denúncia contra os três acusados, um deles de forma direta, de espancarem um jovem de 18 anos, na saída de uma festa realizada na Vila Jacy em Campo Grande no dia 18 de setembro. A 18º Promotoria de Justiça de Campo Grande pediu que o &39;pitiboy&39;, filmado espancando o jovem, seja indiciado por tentativa de homicídio qualificado - por motivo fútil, meio cruel e por ter utilizado recurso que dificultou o auxílio da vítima. Os três representados pela peça também podem ser alvo de juri popular, que foi pedido pela promotora Lívia Carla Guadanhim Bariani.

"Ressalta-se que os denunciados cometeram o crime impelidos por motivo fútil, com emprego de meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. O socorro médico e os policiais não foram acionados, sendo que a autoridade policial só veio a tomar conhecimento dos fatos por meio de um comunicante, que registrou o boletim de ocorrência, visto que recebeu um vídeo mostrando a dinâmica das agressões", afirmou a promotora.

A titular da 18ª Promotoria também avalisou que os crimes denotam "avantajada desproporção entre a motivação e o crime praticado". "Saliente-se, também, que os denunciados cometeram o delito com emprego de meio cruel". O autor do espancamento e outro jovem que estava com ele, foramro acusados de, espancarem o jovem de 18, em regiões vitais e de forma sucessiva. "Não bastasse a quantidade excessiva de golpes, estes foram desferidos em regiões não vitais e de forma sucessiva, com o intuito de causar dor desnecessária na vítima. Somente após ela estar caída ao solo e ter recebido as agressões é que J. executou o movimento conhecido como &39;mata leão&39;".

Para ela, eles agiram com intuito de "ceifar" a vida do jovem. "Ou seja, os agressores, além de agirem com o intuito de ceifar a vítima de Samuel, também visavam lhe causar sofrimento desnecessário. Nesse mesmo sentido, pode-se afirmar que o denunciado J. G, mesmo observando que a vítima sofria com as agressões desferidas por J. e A., deu chute na direção das costas do ofendido, parte não vital do corpo, com o intuito único de fazê-lo padecer", complementa.

"O MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL requer, sejam os denunciados citados para responderem por escrito à presente denúncia, designando-se, após, audiência para oitiva das testemunhas arroladas e, finalmente interrogado os denunciados, ao final pronunciando-os para que sejam submetidos a julgamento perante o Tribunal do Júri", pede a promotora.

O juiz, Carlos Alberto Garcete de Almeida, deferiu a denúncia nos crimes apresentados pela promotoria na sexta-feria (17) e determinou que a defesa responda a acusão no prazo de 10 dias.

A promotoria também pediu a apresentação de novas provas contra os três, entre elas a identificação dos veículos Fiat/Pálio e Renault Sandero/Stepway, "que foram utilizados pelos denunciados" e realização de diligências complementares, para "inquirir os demais indivíduos mencionados pelos denunciados". Os pedidos também foram deferidos pelo juiz.

Entenda

Três jovens são investigados por espancarem um rapaz de 18 anos - que teria urinado no carro de um deles na saída de uma festa -. O caso chegou ao conhecimento da polícia após a ‘punição’ ser filmada e divulgada nas redes sociais. O vídeo chegou até um policial, que identificou e localizou os &39;pitboys&39;, gíria usada para jovens normalmente fortes, praticantes de artes marciais, e que se envolvem em brigas.

 

› FONTE: Bonito News (www.novo.bonitonews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: