Bonito News
Cotação

Pedro Placa: ‘Estrelas’ de Pedrossian sobrevivem nas ruas, mas eram alvo de opositores

Publicado em 23/08/2017 07:00 Editoria: Cidades News sem comentários Comente!


Pelas ruas da Capital e de Mato Grosso do Sul, as estrelas e outros simbolismos do governo Pedro Pedrossian permanecem fortes. Basta andar por uma das saídas de Campo Grande, para ver as grandes luminárias com o formato do astro. Um olhar mais atento, identifica as placas de inauguração das obras, que resistiram ao tempo. Grandes blocos de concreto com uma estrela vazadas.

Apesar de teorias sobre o que significa a estrela e sobre simbolismos nas plantas das obras feitas por Pedrossian, o jornalista Sérgio Cruz, que acompanhou a trajetória do ex-governador, diz que a estrela era vista como uma logomarca de governo e que a população não tinha muitas críticas.

“A população não sabia disso e gostava muito dele, mas a oposição explorava bem isso, principalmente as luminárias que ele colocou. Mas, a marca da gestão dele, e que ficou, foram as grandes obras”, diz Cruz.

Em dissertação de mestrado, o professor Wagner Cordeiro Chagas, cita as estrelas como marketing político e que as estrelas do “pedrossianismo” também foram utilizadas para vincular a imagem do ex-governador aos seus apadrinhados políticos.

Os rumores de que todas as obras idealizadas por Pedrossian possuiriam algum simbolismo ligado ao próprio nome do político ganharam fôlego nas disputas eleitorais e adversários muitas vezes destacavam o perfil arrojado do marketing feito por ele. "Pedro Placa" foi um dos apelidos. Mas, o tiro saiu pela culatra e o nome acabou usado por apoiadores também para indicar o aspecto realizador dos mandatos pedrossianistas.

 

Segundo Pedro mesmo relata em sua biografia, não havia nada de esotérico: “Embora não seja místico, sempre acreditei ter uma estrela para me definir a missão ou, pelo menos, me acompanhar nos momentos cruciais da vida”.

“Na logomarca da prefeitura de Campo Grande, durante a administração de Heráclito de Figueiredo(PDS), percebe-se a influência do governo Pedrossian, governo este responsável pela nomeação do engenheiro Heráclito”, diz Chagas.

Outra história contada é sobre o Parque dos Poderes, construído por ele para abrigar a sede do governo de Mato Grosso do Sul. Até então, as decisões administrativas eram tomadas no prédio da Avenida Fernando Corrêa da Costa e a Assembleia Legislativa, ficava onde está o complexo do Colégio Dom Bosco.

Olhado de cima, parece que as pistas do Parque dos Poderes formam duas letras “P”, de Pedro Pedrossian. Há quem argumente o atual Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, batizado de Palácio Popular da Cultura, também seria uma marca dos dois “P”. Dizem também que o prédio da antiga rodoviária também teria um simbolismo.

 

“O Homem de Miranda”, como era chamado Pedrossian, nasceu no dia 13 de agosto de 1928, filho de João Pedro Pedrossian e de Rosa Mardini Pedrossian, casal de origem armênia. Formado engenheiro e lembrado pelas grandes obras, com universidades, escolas e hospitais, também são de origem armênia os arquitetos que projetaram algumas de suas obras: Iranick Arakelian e Avedis Balabanian.

Por Campo Grande, não é difícil encontrar homenagem à família Pedrossian: Parque Residencial Maria Aparecida Pedrossian, Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, Hospital Rosa Pedrossian e até o Morenão, é Estádio Pedro Pedrossian. Ainda segundo o jornalista Sérgio Cruz, neste caso, a homenagem partiu de outra pessoa, o então prefeito da Capital, Levy Dias.

Sobre o Residencial Maria Aparecida Pedrossian, que leva o nome da ex-primeira dama do Estado, e fica na saída para Três Lagoas, consta que a ideia foi fazer um bairro com boa infraestrutura e perto do Parque dos Poderes, para que os servidores pudessem morar perto.

O Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian foi inaugurado em 13 de maio de 1971, com o objetivo de oferecer suporte ao curso de Medicina da então Universidade Estadual de Mato Grosso (UEMT).

› FONTE: Bonito News (www.novo.bonitonews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: