Bonito News
Cotação

Agente que matou jovem em show disse ter sido quase ‘linchado’ por grupo

Publicado em 25/09/2017 09:00 Editoria: Cidades News sem comentários Comente!


O agente penitenciário federal que matou a tiros na madrugada de domingo (24), no estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês, Adilson Ferreira dos Santos, de 23 anos, após um show disse ter sido quase ‘linchado’ por grupo após briga pela fila do banheiro.

Em nota divulgada pelo Sinapf/MS (Sindicato dos Agentes de Execução Penais Federais em Mato Grosso do Sul), o agente teria dito que foi jogado ao chão e agredido com socos, chutes e pontapés por um grupo.

A briga teria começado depois que algumas pessoas teriam tentado furar a fila do banheiro e o agente, Joseilton, teria reclamado com o grupo e na volta para seu camarote foi agredido com um soco nas costas, vindo a cair pelas escadarias.

Neste momento foi agredido pelo grupo e na tentativa de se defender acabou efetuando o disparo, sendo que o tiro atingiu o tórax de Adilson, que morreu no local. Segundo informações da nota, o agente teria dito que foi quase ‘linchado’ pelo grupo.

Ainda de acordo com a nota, Joseilton possui porte de aram de fogo em todo território nacional, e que todos os agentes possuem capacitação física, psicológica e treinamento rígido para a utilização de armas de fogo.

Estágio probatório

Joseilton Cardoso estava em estágio probatório- que é de 3 anos. Ele foi nomeado no dia 24 de janeiro deste ano, após passar em um concurso realizado em 2015, e tem remuneração de R$ 6.400.

Prisão

Após o crime na madrugada de domingo (24), o agente penitenciário foi levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, e nesta segunda-feira (25) deve passar por audiência de custódia e pode ser indiciado por homicídio doloso.

O delegado Reginaldo Salomão plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro informou que o agente penitenciário federal disse em depoimento que estava na fila do banheiro após o fim do show quando houve um desentendimento com Adilson.

Os dois teriam entrado em luta momento em que o agente efetuou um disparo que atingiu o tórax da vítima. Foi feita tentativa de reanimação, mas Adilson acabou morrendo no local.

O agente foi levado para a delegacia onde está preso e na segunda-feira (25) deve passar por audiência de custódia. “Já foram ouvidas quatro testemunhas sobre os fatos”, fala Salomão que explicou que o agente deve ser indiciado por homicídio doloso.

Ainda de acordo com informações, o agente teria ido ao show para comemorar seu aniversário, “Ele chorou muito durante o depoimento e está chocado”, disse o delegado. Salomão ainda afirmou que o agente penitenciário não estaria embriagado e que o disparo segundo o depoimento do autor teria sido um ‘ato de memória muscular’.

Dor da Família

A mãe do jovem, Marlene Souza Silva, de 44 anos, disse que esta era a primeira vez que o filho saia para um show, “Parece que eu estava pressentindo o que ia acontecer”, fala Marlene. De família evangélica, Adilson era um rapaz tranquilo e estava a menos de um ano morando em Campo Grande após vir embora de Santa Catarina, diz a mãe que chorava a morte do único filho.

Familiares afirmaram que o corpo foi retirado do local do crime, por volta das 5 horas, depois que o palco foi desmontado. A vítima trabalhava em obras e é pai de uma recém-nascida que não conheceu. A criança mora em Santa Catarina e Santos estava com viagem marcada para conhecer a filha.

› FONTE: Bonito News (www.novo.bonitonews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: